19 de mar de 2012

RECORDAR É VIVER

Almoço com as Estrelas

(Airton e Lolita Rodrigues, na Tupi de São Paulo)

Todos nós, que trabalhamos com cultura, deveríamos ter a obrigação de, sempre que fosse possível, fazer uma matéria pela preservação da memória da cultura brasileira. Sei que muitos não iriam ler este texto, pois desconhecem o assunto e por isso, viram a página. É aí que está o grande erro. Precisamos conhecer o que foi feito, para que erros futuros não se repitam ou, simplesmente, para tomarmos conhecimento do que já foi feito.

Bom, vamos deixar de papo furado e “partir logo para os finalmente”.

Vou falar hoje, do famoso programa “Almoço com as Estrelas”, que ia ao ar todos os sábados, das 12h30m às 16h, pela TV Tupi, e ficou 23 anos no ar.

Sua estreia foi em São Paulo, em 1957, três meses antes de a versão carioca estrear e era comandado por J. Silvestre.

Meses depois o casal Airton e Lolita Rodrigues passaram a receber os convidados com um festival
de pizza.

(Clara Nunes divulga seu trabalho no programa de Aérton Perlingeiro, na Tupi do Rio de Janeiro).

No Rio, o programa, também estreou em 1957, mas foi comandado pelo apresentador Aérton Perlingeiro, que, assim como o casal paulista, também comia de verdade na frente das câmeras e convidava, para o rega-bofe, atores, cantores, monstros sagrados do cinema e do teatro ou artistas que aspiravam ao sucesso.

Por isso que depois de 23 anos de existência e
2.204 apresentações sem interrupção, o “almoço” carioca passou a ter a cara do apresentador.

Foi também o primeiro programa a cores da Tupi Os convidados por sua vez não se faziam de rogados, comiam, pediam mais, bebiam cerveja e, de sobremesa, devoravam uma deliciosa torta. Mas além de tudo isso tinha o famoso peru com farofa, que quando era visto pelos convidados eles logo falavam: “Ih, lá vem o peru do Aérton”.

Mas o apresentador levava na maior esportiva. Porque na verdade os artistas não iam apenas almoçar na TV Tupi, aos sábados à tarde. Eles iam, principalmente, para divulgar seus novos trabalhos. Aérton lançou no seu almoço nomes como Elza Soares, Dolores Duran, Leni Andrade, Peri Ribeiro e tantos outros.

Do mundo teatral tinha as grandes estrelas que viviam lá, como: Bibi Ferreira, Henriette Morineau, Sérgio Brito, Nathalia Timberg que agradeciam o apóio do apresentador, que acabava fazendo lotar os teatros na mesma noite, tal era o sucesso do programa.

Por isso, Perlingeiro foi considerado o maior divulgador do teatro e da música e durante 23 anos ficou em primeiro lugar no Ibope.

Ele também colecionou desafetos. Paulo Autran,
por exemplo, era um deles. Aérton falou, ao vivo, que iria dar uma “sopa”, ao grande ator, que na época lançava a peça “Hello Dolly”. No que Autran respondeu: “Quem está dando colher-de-chá sou eu, aparecendo no seu programa”. O bate boca não acabou aí.

Perlingeiro acabou a conversa dizendo que tinha convidado Bibi Ferreira, mas como ela não pode participar, contentou-se com Paulo Autran “para tapar o buraco”.

O público e os artistas adoravam. Haviam filas de candidatos para se sentar nas mesas daquele almoço e comer o peru do Aérton enquanto divulgavam seus trabalhos.

Só na TV Tupi poderia acontecer um programa como este, que saudade que eu tenho daquela emissora.

Bons tempos!


Nenhum comentário:

HOMENAGENS!

Loading...

CLARA NUNES, MEU SONHO CRISTALINO!

guerreira!

MINHA HOMENAGEM Á CLARIDADE

PARCERIA MERCADO LIVRE

CLARA NO YOU TUBE

Loading...

ANINHA VIEIRA

Minha foto
BRASIL, RS, Brazil
MAIS UM ESPAÇO DEDICADO A NOSSA ESTRELA MAIOR CLARA NUNES. CLARA, NÓS TE AMAMOOOOOOOOOOOOOSSS!!!! ANINHA VIEIRA/RS