3 de abr de 2008

Acervo Walter Silva


Especial Clara Nunes


Sábado , 5/4/2008 às 14:00.

Reapresentação: Segunda-feira,7/4/2008 às 18:00.




O Acervo Walter Silva presta uma homenagem a Clara Nunes, falecida há 25 anos, em 02 de abril de 1983.Clara Nunes é uma das mais importantes intérpretes da história da música brasileira. Em seu tempo foi uma campeã de venda de discos, com um repertório marcante e até hoje lembrado.Walter Silva apresenta seus grandes sucessos, como "O mar serenou", "Conto de Areia", "Canto das três raças", "As forças da natureza", "Morena de Angola", "Portela na Avenida" e "Alvorana morro", que representam as principais fases de sua carreira.O programa conta ainda com depoimentos de arquivo de Hermínio Bello de Carvalho, Eduardo Gudin, Celso Viáfora e Beth Carvalho.





Walter Silva. Começou no rádio em 1952 como locutor comercial da Rádio Piratininga. Atuou em diversas emissoras de São Paulo e do Rio de Janeiro, como a Bandeirantes, Tupi, Excelsior, Cultura e Mayrink Veiga. Em 1958 estreou na Rádio Bandeirantes o Pick-Up do Pica-Pau, programa de maior audiência do rádio, já registrado pelo IBOPE. Paralelamente ao seu trabalho no rádio, Walter Silva foi locutor esportivo na televisão, diretor musical do Fantástico, diretor artístico da gravadora Continental, produtor de discos, produtor de shows e crítico de música. Durante 10 anos assinou uma coluna diária na Folha de S. Paulo. Foi colaborador do Jornal da Tarde e do Diário do Grande ABC. É autor do livro "Vou Te Contar - Histórias de Música Popular Brasileira".Produção: Eduardo Weber





e mais:


25 anos sem a mineira Clara Nunes


Nascida em 12 de agosto de 1943 em Caetanópolis, Minas Gerais, Clara Nunes, a Voz do Ouro das rádios brasileiras, começou sua carreira na década de 1960 cantando em Belo Horizonte. Até 1694, Clara trabalhava na Rádio Inconfidência de Belo Horizonte, e depois ganhou um programa exclusivo na TV Itacolomi.

Clara Nunes, a voz das rádio Brasileiras
Após um ano e meio, Clara Nunes mudou-se para o Rio de Janeiro e despontou como uma das maiores intérpretes da música brasileira. Ícone da mineiridade e da brasilidade, Clara é lembrada pelas interpretações de músicas que foram símbolos para uma geração de lutadoras e lutadores. Clara usou sua arte de forma militante e consciente para a construção de um país mais justo.
Clara Nunes morreu em 2 de abril de 1983 no Rio de Janeiro, vítima de uma parada cardíaca após submeter-se a uma operação de varizes, por motivos de fortes dores causadas ao dançar.
De Belo Horizonte, Ana Carolina Cervantes

( P C do B )

Nenhum comentário:

HOMENAGENS!

Loading...

CLARA NUNES, MEU SONHO CRISTALINO!

guerreira!

MINHA HOMENAGEM Á CLARIDADE

PARCERIA MERCADO LIVRE

CLARA NO YOU TUBE

Loading...

ANINHA VIEIRA

Minha foto
BRASIL, RS, Brazil
MAIS UM ESPAÇO DEDICADO A NOSSA ESTRELA MAIOR CLARA NUNES. CLARA, NÓS TE AMAMOOOOOOOOOOOOOSSS!!!! ANINHA VIEIRA/RS