4 de nov de 2007



A força do look


"CLARA NUNES - Guerreira da Utopia", figurino aparece como um dos recursos mais importantes para a arrancada da intérprete mineira rumo ao sucesso


NATÁLIA DORNELLAS/ COLUNISTA DE MODA


Privilegiada no que diz respeito a dotes físicos (alta, sorriso farto, corpo perfeito, cabelão) e "savoir faire", a mineira CLARA NUNES não era - pelo menos no início da carreira - um ícone fashion. Pelo que pude apreender da deliciosa leitura do livro escrito pelo colega carioca Vagner Fernandes, o fenômeno fashion "cabelo ouriçado e saia longa", que até hoje inspira cantoras como Vanessa da Mata, foi um caso interessante de construção de imagem, cuja âncora era mesmo o guarda-roupa.
Logo no começo da trama, é Alayde Costa, responsável pela divulgação das gravadoras à época, quem dá a sentença sem rodeios. "Entra uma moça muito bonita de roupa branca de bolas pretas. Eu olhei para ela e pensei: Será que é essa? Se for, vou ter de trabalhar muito. Olha esse cabelo. Olha a roupa dela!". Parecia estar tudo absolutamente errado. Segundo Alayde, uma mulher como aquela precisava transmitir volúpia. Começava ali a grande transformação da estrela. E foi a partir de então que vieram as várias fases que caracterizaram a camaleônica Clara.
Primeiro fez a linha "iê-iê-iê", quando teve a idéia de entrar para a Jovem Guarda, e se rendeu ao visual em voga. Naquele momento trocou o aplique para alongar os cabelos e renovou o guarda-roupa com peças adequadas ao estilo de Roberto, Wanderléa e turma. Vestidos trapézio, calças com boca-de-sino, batas estampadas, macacões florais e acessórios foram imediatamente incorporados ao seu dia-a-dia.
Mas ainda não estava criada a imagem que passaria para a história. Foi só quando caiu nas mãos de Adelzon Alves, visionário homem do rádio com quem se casaria logo em seguida, que se consolidou a figura que até hoje faz parte do imaginário do brasileiro.
O look certo Ao se deparar com Clarinha - como era chamada pelos amigos -, Adelzon pensou que seria necessária uma mudança brusca, que iria do repertório aos costumes, passando inclusive pelas vestimentas e penteados. Para isso, convidou Geraldo Sobreira, figurinista badalado que produzia roupas e fantasias para o povo do samba. O novo visual era o seguinte: vestidos longos, muitas rendas, colares, guias de santo, pulseiras e lenços e turbante.


LEIA +:

Nenhum comentário:

HOMENAGENS!

Loading...

CLARA NUNES, MEU SONHO CRISTALINO!

guerreira!

MINHA HOMENAGEM Á CLARIDADE

PARCERIA MERCADO LIVRE

CLARA NO YOU TUBE

Loading...

ANINHA VIEIRA

Minha foto
BRASIL, RS, Brazil
MAIS UM ESPAÇO DEDICADO A NOSSA ESTRELA MAIOR CLARA NUNES. CLARA, NÓS TE AMAMOOOOOOOOOOOOOSSS!!!! ANINHA VIEIRA/RS