12 de out de 2007

10/2007 -


Beth Carvalho acusa Clara Nunes de plágio e Alcione entra na briga Redação 24HorasNews

Alcione estava engasgada por seis meses e resolveu desabafar tudo no programa Sem Censura que foi ao ar na última quarta-feira. "Ô Beth Carvalho, está na hora de você usar uma pulseirinha de desconfiômetro, pois não é verdade o que você declara no livro, de que a Clara se apoderou do estilo que foi criado para você. Eu estava lá, acompanhei tudo isto, e Clara já usava este visual muito antes de você", disse a cantora olhando para a câmera, numa crítica à declaração de Beth Carvalho no livro Clara Nunes, Guerreira da Utopia, de Vagner Fernandes. "Quando coloquei isso no livro não foi para criar polêmica. Já sabia que Beth e Clara tinham divergências, e ela fala isso na entrevista", justifica o autor, que vai lançar sua obra no próximo sábado na feijoada da Portela, escola de coração de Clara. A entrevista está na página 125 e traz Beth falando: "A estilista Zuzu Angel fez o figurino e o cabeleireiro Silvinho deu a idéia do cabelo ruivo para mim". A cantora prossegue contando que o desafeto entre as duas começou nos bastidores do Teatro Opinião, na década de 70. Numa noite, Clara teria chegado alterada e disparado: ¿Você foi falar mal de mim para a Elizabeth¿, referindo-se à cantora da Jovem Guarda, que havia viajado com Beth no avião. Beth Carvalho se defendeu dizendo que era intriga da outra, mas foi o suficiente para a discussão começar. Clara acusava Beth de ter copiado até as palmas em seu disco. Beth acusava Clara de ter roubado seu estilo afro-brasileiro no figurino e cabelos ruivos. "Depois de muito tempo as duas se respeitavam, mas nunca foram amigas. Sempre que Beth aparecia, Clara puxava o samba Verdade Aparente, de Gisa Nogueira", afirma Vagner. Para piorar, Beth, que cantava em festivais e se consagrou com músicas como Andança, queria cantar samba. "A gravadora Odeon apostou em Clara Nunes para cantar samba e não atendeu ao pedido de Beth", conta o autor. A briga parece ter sido retomada por Alcione. ¿Ela era superamiga da Clara. A Alcione é viceral, não leva desaforo para casa¿, afirma a apresentadora Leda Nagle. Em turnê por Brasília e São Paulo, Beth Carvalho não retornou as ligações para comentar a desavença. Ex-marido diz que Clara veio antes O estilo afro-brasileiro de Clara Nunes apareceu em seu primeiro disco, um compacto com o samba-enredo O Misticismo da África ao Brasil, da Império da Tijuca, do Morro da Formiga. O produtor foi Adelzon Alves, que mais tarde tornou-se marido da cantora. "Se você ler a contracapa do primeiro disco da Clara vai ver que a idéia do estilo afro-brasileiro foi minha e está lá. Ela foi inspirada na Carmem Miranda e aprovada pelo diretor da Odeon, Milton Miranda. Deu certo e é normal que todo mundo queira ser o pai de um filho bonito", afirma Edelzon. ¿A Beth percebeu que o estilo de Clara dava certo¿, acrescenta o produtor. Para Adelzon, que foi produtor e marido de Clara Nunes durante "Eu disse que só assumia o trabalho se ela tivesse uma carreira planejada. E tinha que ser uma carreira que tivesse como base a imagem afro-brasileirada Carmen Miranda", explica o produtor.

24HorasNews -

Nenhum comentário:

HOMENAGENS!

Loading...

CLARA NUNES, MEU SONHO CRISTALINO!

guerreira!

MINHA HOMENAGEM Á CLARIDADE

PARCERIA MERCADO LIVRE

CLARA NO YOU TUBE

Loading...

ANINHA VIEIRA

Minha foto
BRASIL, RS, Brazil
MAIS UM ESPAÇO DEDICADO A NOSSA ESTRELA MAIOR CLARA NUNES. CLARA, NÓS TE AMAMOOOOOOOOOOOOOSSS!!!! ANINHA VIEIRA/RS